terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Conselho cento e dezanove

Quando alguém te diz "é possível que eu não seja um total apreciador da tua companhia", podes concluir três coisas:
1. a pessoa em causa é extremamente educada;
2. a pessoa em causa não gosta de estar contigo;
3. a pessoa em causa quer usar uma expressão do género "ide àquele sítio que dá pelo nome do que as pessoas defecam" mas não quer parecer deselegante.

Em alternativa, és alguém de quem eu não gosto mas, apesar desse facto, não te quero dar oportunidade de te queixares de eu te ter dirigido palavras menos educadas.
Por norma pode ser entendido como um "estimo bem que estabeleças contigo próprio o acto da cópula", mas num português mais bruto e seco - sim, porque a língua não é como o vinho espumoso, pode aglutinar estas duas caraterístas ao mesmo tempo.

2 comentários:

Marisé disse...

Obrigada pela dica...

marta disse...

O ideal é ser educado e abrutalhado ao mesmo tempo: damos um toque de classe, e mostramos que estamos a perceber potes do assunto.

Tipo: "Ide bardamerda."